[Voltar ao topo!]

Servidora da prefeitura suspeita de crimes virtuais é desligada do cargo

Servidora da prefeitura suspeita de crimes virtuais é desligada do cargo
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

A Prefeitura de Imperatriz divulgou nota, ressaltando que a servidora foi desligada e que será alvo de de apurações internas para ser responsabilizada pelos seus crimes.

Após uma longa investigação, a Polícia Civil identificou um dos admiradores do perfil no  Instagram denominado @donadeitz. Trata-se de uma servidora da Prefeitura de Imperatriz, lotada na Secretaria de Comunicação, no cargo de diretora de departamento. Após a polícia divulgar parte de investigação, a servidora que era nomeada, foi imediatamente desligada da função.

De acordo com investigação policial, a suspeita teria acessado pelo menos 1.000 (mil) vezes o perfil em 60 dias usando a rede de internet da Secretaria de onde trabalhava. Diante das evidências, ela será intimada para prestar esclarecimentos, já que pelos menos 10 pessoas procuraram a polícia para registrar Boletim de Ocorrência contra o perfil.  Os crimes eram praticados em troca de retorno financeiro.

A conta que já foi deletada, tinha quase 20 mil seguidores, e estava ativa desde setembro de 2019. As postagens eram feitas diariamente e tinham conteúdo ofensivo, contra pessoas que moram em Imperatriz. Essas pessoas já começaram a ouvidas pela polícia.

De acordo com a polícia, o administrador da página pode responder por crimes contra a honra, difamação, calúnia e até extorsão. Em nota, a Prefeitura de Imperatriz através da Secretaria de Comunicação, ressaltou que a funcionária será alvo de apurações internas para ser responsabilizada pelos seus crimes, e não faz mais parte do quadro de servidores da Secon.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A notícia sobre a utilização da rede de internet de “um dos setores da Prefeitura”, para disseminar conteúdos ofensivos à honra alheia, fato em avançada fase de investigação da Polícia Civil, aponta com fortes indícios para uma funcionária desta ASCOM, prontamente DESLIGADA dos nossos quadros, tão logo se soube da notícia.

É de se lamentar o ocorrido, ressalvando-se que a ação criminosa é de inteira responsabilidade de quem a cometeu, visto que não se censura, por princípios e por direito, o que cada um faz valendo-se do acesso a esse canal da rede mundial, que tem como utilidade a atividade fim desta ASCOM.

Além do AFASTAMENTO, a funcionária será, a partir de hoje, alvo de um procedimento interno para apurar responsabilidade, que, se for o caso, poderá contribuir com a investigação policial.

Imperatriz, sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Sérgio Macêdo - Assessor Chefe da ASCOM

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Servidora da prefeitura suspeita de crimes virtuais é desligada do cargo

Enviando Comentário Fechar :/