Quinta, 29 de Outubro de 2020 16:39
(99) 98133-6017
Política ELEIÇÕES

Ministério Público Eleitoral pede impugnação da candidatura de Ildon Marques

O Promotor de Justiça Sandro Pofahl Bíscaro da 33ª Zona Eleitoral, se baseou na decisão do TSE em maio deste ano, que confirmou sua inelegibilidade, excluindo-o das listas para o cargo, não lhe permitindo sequer permanecer entre os suplentes.

04/10/2020 00h14
106
Por: Angra Nascimento
O pedido da
O pedido da "impugnação" feita pela Promotoria Eleitoral.

O Ministério Público Eleitoral através do Promotor da 33ª Zona Eleitoral de Imperatriz, entrou com o pedido de "impugnação" no registro de candidatura de Ildon Marques que disputa as eleições para prefeito pelo partido Progressista (11). O Promotor Eleitoral se baseou na decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em maio de 2020, que por 7 votos à 0 os Ministros excluiu Ildon Marques da 3ª suplência de deputado federal (relembre) e o colocou como "inelegível", quando em 2018 tentou concorrer para o cargo de deputado federal.

O pedido da "impugnação" feita pela Promotoria Eleitoral, também se baseou no pedido, a rejeição de suas contas em três diferentes julgados do Tribunal de Contas da União. Ildon Marques também foi condenado por Improbidade Administrativa em "três Instâncias", sendo a última em 2017, quando na ocasião em seu governo, Ildon Marques foi acusado de destinar à merenda escolar para a confecção de cestas natalinas e para realização de confraternização de final de ano e com isso configurou como desvio de merenda escolar.

Caso o Juiz Eleitoral aceitar a denúncia, Ildon Marques pode ficar fora das eleições municipais deste ano, dando adeus a governar Imperatriz por mais quatro anos. Ildon Marques já governou Imperatriz por quase 10 anos, como interventor e prefeito por duas vezes.

Veja na integra (AQUI) o pedido de Impugnação da candidatura de Ildon Marques.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.