Terça, 19 de Janeiro de 2021 08:25
(99) 98133-6017
Policial INVESTIGAÇÃO

Polícia trabalha com três linhas de investigação para elucidar assassinato de casal em ITZ

São elas: acerto de contas, crime ligado a facções criminosas ou latrocínio.

12/01/2021 13h44 Atualizada há 7 dias
Por: Angra Nascimento
Casal foi morto a tiros dentro de um carro ontem, em Imperatriz.
Casal foi morto a tiros dentro de um carro ontem, em Imperatriz.

As investigações conduzidas pela Delegacia de Homicídios de Imperatriz para elucidar o assassinato de um casal ocorrido nessa segunda-feira, 11, estão avançadas. A Polícia Civil tem três hipóteses para esclarecer o duplo homicídio, que teve como vítimas Ezequias Ribeiro da Silva, de 31 anos, Bruna Lorrana Aquino Chagas, de 32 anos. 

O casal pode ter sido morto por acerto de contas (execução), crime ligado a facções criminosas ou latrocínio. Todas essas hipóteses são levadas em consideração pela polícia, que já ouviu duas pessoas na manhã desta terça-feira, 12. 

A polícia informou, o casal já foi alvo de uma investigação feita pela própria delegacia em casos de receptação de produtos roubados. 

O crime ligado à facção criminosa também não é descartado, já que um familiar de uma das vítimas está preso em uma unidade dominada por uma facção criminosa e o local onde o casal foi morto é área dominada pela organização rival.  O latrocínio é a terceira hipótese, pois foram levados objetos pessoais como jóias e celulares.

O crime foi praticado no começo da noite de ontem, no bairro Sol Nascente, na região do Pau da Preguiça, periferia de Imperatriz. 

De acordo com a perícia, Ezequias Ribeiro foi atingido alvejado seis tiros, que atingiram pontos diversos de seu corpo. Já a Bruna Lorrana foi morta com dois disparos no rosto. Eles estavam dentro de um carro, quando foram surpreendidos a tiros. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.