Sexta, 14 de Maio de 2021 01:50
(99) 98133-6017
Cidades OBRA

Laudo comprova que desabamento no mercadinho foi ocasionado por obra irregular ao lado

A Defesa Civil trabalha no monitoramento tanto com relação às chuvas, interdição em caso de risco à vida, vistoria em estabelecimentos para prevenção, desmoronamento, incêndio, entre outras ações.

30/04/2021 20h36
Por: Angra Nascimento Fonte: Assessoria
Equipe técnica da Defesa Civil esteve no ponto para averiguar.
Equipe técnica da Defesa Civil esteve no ponto para averiguar.

IMPERATRIZ - Laudo técnico realizado pela Defesa Civil, constatou que obra embargada pela Secretaria Municipal de Planejamento Urbano, Seplus, ocasionou o desabamento de parte de uma casa ao lado do ponto.

O fato aconteceu na quarta-feira, 28, e prontamente a equipe a Defesa Civil foi ao local para vistoria de ambos os imóveis, constatando que o desabado tratava-se de uma construção antiga e sem nenhuma resistência estrutural, porém devido o atrito, vibrações e perfurações promovidas pela obra embargada ao lado, pode ter ocasionado o desmoronamento parcial da casa.

Os técnicos de edificações, Cicero Ferreira dos Santos e Hiel da Silva Mota, fizeram todas as inspeções minuciosamente para um laudo concreto.

 “A equipe da Defesa Civil esteve no local logo após o corrido e constatou o desabamento do teto do imóvel devido ruptura nas parede de sustentação do mesmo. Vale destacar que ponto, pelas características construtivas, existia há aproximadamente 50 anos, ou seja, era um imóvel construído de material popularmente conhecido como “tijolinho de barro cru”, não possuindo estrutura adequada para sustentação como blocos de fundações, vigas, baldrame, pilares, entre outros”, esclarece Hiel da Silva. 

O técnico Cicero afirma ainda que a Defesa Civil interditou os dois imóveis desabados a fim de evitar maiores transtornos. Além disso, os responsáveis receberam notificação para comparecerem na sede da Defesa no prazo de 24 horas para prestar esclarecimento sobre o corrido.

Importante

Toda obra, sendo ela de porte pequeno ou grande, deve ser realizada por profissionais habilitados. E em caso de demolição das partes danificadas ou reforma do imóvel, o responsável pela obra deve solicitar alvará de demolição por meio da Seplu, evitando assim acidentes ou tragédias.

A Defesa Civil alerta para alguns cuidados que podem prevenir tragédias. Entre elas, o superintendente Josiano Galvão destaca para as rachaduras em paredes, revestimento, instalações, fissuras, entre outras manutenções que devem ser realizadas por profissionais especializados pelo menos uma vez ao ano.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.