Sexta, 25 de Junho de 2021 10:39
(99) 98133-6017
Cidades PESQUISA

Escola Castro Alves I em Imperatriz, recebe doação de laboratório

Material de estudo nas áreas de física e química se juntará aos laboratórios de ciência e robótica.

13/05/2021 18h46 Atualizada há 1 mês
Por: Ana Paula Fonte: Assessoria
 Laboratório foi destinado à Escola Municipal Castro Alves I, na Vila Lobão.
Laboratório foi destinado à Escola Municipal Castro Alves I, na Vila Lobão.

IMPERATRIZ - Para juntar-se aos novos investimentos em ferramentas pedagógicas adquiridos para as escolas da rede de ensino, a Prefeitura recebeu nesta quinta-feira, 13, doação de um laboratório de física e química do Serviço Social da Indústria-SESI, uma das entidades do Sistema FIEMA. Iniciativa foi realizada por meio da Secretaria Municipal de Educação. 

"Com a reforma e reinauguração, o SESI recebeu novos laboratórios e resolvemos fazer essa doação beneficiando uma escola que realmente fosse fazer uso. Muito nos alegra poder contribuir com a educação municipal, já que o nosso papel é levar aprendizado e preparar nossos alunos para as melhores oportunidades", enfatizou a gestora pedagógica, Raimunda Ferreira, que no ato esteve representando a gerente do SESI Imperatriz, Amparo Alencar.

Laboratório foi destinado à Escola Municipal Castro Alves I, na Vila Lobão, escolhida pela instituição doadora e por a escola possuir histórico de destaque em projetos de iniciação científica, com exposição de trabalhos e participação em eventos renomados na área da pesquisa.

O secretário de Educação, José Antonio Pereira, agradeceu a iniciativa. “Quero agradecer ao SESI em nome da comunidade escolar pela contribuição que, sem sombra de dúvidas, será bem utilizada quando for possível o retorno das aulas presenciais dos alunos dessa escola. Ressalto ainda que o município sempre estará aberto a desenvolver parcerias educacionais que visam o crescimento dos estudantes”, frisou.

Iniciação cientifica – Desde 2014 a escola mantem um programa de iniciação a pesquisa, com participação em feiras nacionais como a Febrace, Mostratec e Infomatrix-brasil. Nas mostras locais, garantiu premiação de projetos na Fecitec, Mocimp e SNCT. Com a pesquisa sobre “Nanociência à serviço do deficiente visual” as pesquisadoras foram convidadas especiais no  2º Congresso da Lei Brasileira de Inclusão. “Esse o material vai somar e alavancar ainda mais o conhecimento e qualidade da aprendizagem dos nossos alunos, somados aos laboratórios de robótica e ciência adquiridos pela Semed”, destacou a gestora Ivanilde Gomes.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.